Vai prestar Medicina na USP... Qual ?


A Universidade de São Paulo-USP anunciou em julho, através do seu Conselho Universitário, a criação de um novo curso de Medicina, vinculado à Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Os vestibulandos terão mais 60 vagas (42 pela Fuvest e 18 pelo Sisu) para disputar.

A ideia do Conselho Universitário da USP, segundo o reitor Marco Antonio Zago, é firmar parceria com a Secretaria de Estado da Saúde para que o curso de Bauru fique responsável pelo Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC), que atende usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) e é um hospital especializado na reabilitação de pessoas com fissuras labiopalatinas, anomalias congênitas do crânio e da face, síndromes associadas a essas malformações e distúrbios da audição.

Enviei algumas perguntas para o Presidente da Comissão de Implantação do Curso de Medicina do Campus USP de Bauru, Prof. Dr. José Sebastião dos Santos, e ele respondeu que “O curso de Medicina de Bauru terá um perfil diferenciado, focado desde o início no ensino da medicina desenvolvido na diversidade de territórios sanitários e serviços que compõem a rede de atenção à saúde e na formação médica sintonizada com as políticas públicas, visando a obtenção da melhor relação custo/efetividade para o Sistema Único de Saúde (SUS) e para a sociedade. O ensino terá por base não apenas os laboratórios da própria faculdade, as enfermarias e ambulatórios do Hospital das Clínicas de Bauru, mas uma ampla rede de saúde sob gestão dos municípios da região de Bauru”.

Prof. Dr. José Sebastião dos Santos, que é professor de Cirurgia do Aparelho Digestivo da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, afirma ainda que “a inserção prática dos graduandos desde o primeiro semestre do curso permitirá que tenham vivência prática em todos os níveis de atenção à saúde ao longo de todo o curso, iniciando-se pelo acompanhamento das ações da Estratégia de Saúde da Família e pelos Agentes Comunitários de Saúde”.

Algumas Dúvidas e Opiniões

Uma dúvida dos vestibulandos é qual faculdade escolher entre as três possibilidades oferecidas pela USP este ano. Assim, apresentamos alguns critérios devem ser pensados e ponderados:

► Qual infraestrutura você poderia dispor na cidade ?

► Qual o custo de vida na cidade e qual a proximidade de serviços que você julga essenciais ?

► Para você, qual a importância da tradição da faculdade ?

► Quais as metodologias aplicadas no Ensino ? Qual a grade curricular ?

► Quem são os professores que irão ministrar as aulas ?

► Qual o impacto psicológico em estar longe de sua família ?

► O que você pretende realizar como Médico ? Como você imagina sua carreira ?

► O que dizem os alunos que já cursam a Faculdade ?

Conversei com alguns alunos da Medicina USP Ribeirão Preto e as opiniões divergem bastante sobre qual seria a melhor escolha para o vestibulando. Uns destacam as tradições conquistadas pelas unidades existentes, com estrutura já preparada para receber os alunos, tanto na parte básica, estrutural, quanto na clínica. Muitos também reconhecem o prestígio da Faculdade de Odontologia de Bauru, mas ponderam que será um curso em fase inicial, o que significa “começar do começo”, inclusive na contratação dos docentes. Acredita-se também que a nova faculdade será um centro mais dedicado à cirurgia, já que o professor Prof. Dr. José Sebastião dos Santos, responsável por implantar o projeto é da USP RP, é cirurgião. Portanto, não seria de se estranhar se a Medicina Bauru se tornasse referência em cirurgias em algumas áreas da Medicina.

O que se pode analisar hoje é que a MED USP SP possui um foco clínico, enquanto a FMRP tenta agregar o máximo de ciência possível durante a graduação, o que pode fazer a FMUSP ser a escolha para aqueles vestibulandos que têm interesse maior pela prática médica do que pela ciência. Uma análise interna é que a USP de Ribeirão Preto tem um enfoque em pesquisa, nas áreas básicas, maior que a de São Paulo, por isso a carga horária dedicada a disciplinas como Biologia Celular, Histologia, Embriologia, Anatomia, Fisiologia, Microbiologia, por exemplo, é maior.

Vagas

No ano passado, as faculdades de Medicina SP e Medicina RP tiveram 24.400 candidatos que disputaram as 350 vagas, sendo as duas carreiras mais disputadas em 2017, com relação candidato-vaga de 63,04 e 75,58, respectivamente. Hoje, as contas estão mais apertadas: serão 125 vagas em São Paulo, 80 em Ribeirão Preto e as 60 de Bauru. A Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa desvinculou-se do processo seletivo da Fuvest e irá realizar seu próprio vestibular.

Se você quiser ler a ENTREVISTA COMPLETA do Prof. Dr. José Sebastião dos Santos, sobre a implantação da Medicina USP Bauru, envie um e-mail para: contato@vestibulandosvencedores.com.br

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square