Velozes e Ansiosos


Cabe agora uma questão: um vestibulando, daqueles bem estudiosos, que sempre está entre os melhores do cursinho, que quase gabarita os simulados, que ajuda os colegas a estudar porque sabe tudo, deveria passar pelos exames vestibulares, em qualquer carreira, e entrar fácil em uma excelente faculdade? Sim! SQN!

Cheguei a duas conclusões ou a duas causas: baixa autoestima – sobre a qual escreverei outro dia – e a Ansiedade. Sim, são elas que impedem o ingresso desse jovem tão capacitado. Nos treinos técnicos e táticos, é um craque, mas chega na hora do jogo... não consegue se concentrar na partida e não sai vencedor.

Gil Giardelli, um estudioso da cultura digital, afirma que “Vivemos em um mundo conectado e a revolução digital já transformou o modo como o mundo é conduzido” e tudo é vivido intensamente, com toda a rapidez que você jovem tem, com toda a necessidade de já ter terminado de ler este texto, com aquela vontade de deixar em aberto várias abas de páginas da vida que às vezes se abrem sozinhas!

Não sou formado em Psicologia, então não posso tecnicamente ficar analisando de um modo científico a Ansiedade. Mas posso, em uma série de posts neste blog, tentar ajudá-lo a diminuir essa Ansiedade. Já me encontrei com ela em várias oportunidades. Ela passa à minha frente abraçando uma jovem que come tudo o que vê pela frente, cai não chão com as unhas descascadas das meninas, vem em lágrimas de desconsolo e sempre, mas sempre mesmo, é convidada de honra em minhas palestras. Sempre tem algum jovem que me pergunta desesperado o que fazer.

Se eu fico ansioso de vez em quando? Sim, claro! Da última vez que a Ansiedade tentou tomar conta de mim, fiz algo curioso para tentar me acalmar e dominar meus nervos: entrei no Google Tradutor e fiquei ouvindo como se pronuncia a palavra ansiedade em várias línguas. Gostei bastante de pronunciar várias vezes, como se fosse um mantra, “Walwalka”, na língua Somali; “Wasiwasi”, como as pessoas no Quénia, na Tanzânia e em Uganda falam. Mas, a que eu mais gostei de falar várias vezes foi “Jiāolǜ”, (https://translate.google.com.br/?hl=pt-BR#pt/zh-TW/ansiedade) que vem do chinês. Isso porque no começo da pronúncia, parece que você diz “tchau” para alguma coisa, quem sabe para o sentimento de ansiedade. Pronunciadas continuamente, foram uma prece divina para me acalmar.

Nos próximos posts vou escrever mais sobre a Ansiedade que atinge os vestibulandos e ensinar técnicas para você ficar mais tranquilo. Mas enquanto isso, você pode criar seus mantras contra esse sentimento. Já aviso! Cuidado com ela em Tailandês - “Khwām kạngwl”- porque dá medo de qualquer jeito !

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square